cinema

28 janeiro, 2018



Se no ano passado voltei à leitura, este ano (2017) voltei ao cinema. Literalmente ao espaço do cinema, graças ao novo Cinema Trindade e a uma programação de cinema na cidade que junta promotores, o Cineclube do Porto e o festival de cinema de documentário do Porto (PortoPostDoc).

Em 2016 tinha visto algumas mostras especiais no Passos Manuel, com a programação HFNB (Há filmes na Baixa!). Como a mostra das curtas e da última longa-metragem do realizador português João Nicolau, ao qual cheguei por uma coincidência deliciosa: pesquisava eu imagens de uma colónia de férias onde passei tantos verões, na zona da Costa da Caparica, e encontrei este filme.

Em 2017 voltei ao Passos para ver o documentário sobre a Paula Rego, realizado pelo filho dela. Mais tarde passei a frequentar as sessões de quinta-feira da Casa das Artes, com programação do Cineclube do Porto, e o Cinema Trindade, onde me sinto quase em casa. As sessões especiais com presença dos realizadores e a programação sempre cativante são uma benesse em plena baixa.

Tendo re-experienciado recentemente filme-em-shopping, jurei para-nunca-mais. É bom estar de volta ao cinema, à sala de cinema.

Aqui podem seguir os filmes que vi e que vou vendo, nos cinemas do Porto, e também os bons filmes que ainda é possível ver em casa, pela RTP2.

Sem comentários:

Enviar um comentário